Chinês é preso após fingir ter gripe para ser atendido de graça

Prisão será por 10 dias; na sexta-feira passada, Li foi diagnosticado com a gripe comum

Efe,

19 Maio 2009 | 06h11

Um ex-camponês passará 10 dias preso por fingir que estava com a gripe suína para receber tratamento gratuito em um hospital, informou a Polícia à agência oficial Xinhua.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde  

 

O homem, de sobrenome Li e que se mudou para a cidade de Tieling (província nordeste de Liaoning) em busca de trabalho, foi punido por "mentir sobre uma situação epidêmica grave", de acordo com as forças de segurança locais.

 

Aparentemente, Li ficou doente na semana passada mas decidiu não ir ao médico porque não podia pagar pelo atendimento, já que na China o sistema de seguridade social cobre apenas 10% da população.

 

No entanto, ele ficou sabendo pela televisão da existência da gripe suína e decidiu fingir ter a doença para conseguir o atendimento gratuito.

 

Na sexta-feira passada, Li foi diagnosticado com a gripe comum, e já se recuperou da doença.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.