Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Cidade de SP aplica 4ª dose em idosos de 70 anos ou mais a partir de 29 de março

É necessário ter tomado a terceira dose da vacina da covid-19 há pelo menos quatro meses

Isabela Moya, especial para o Estadão

22 de março de 2022 | 12h53

SÃO PAULO - Idosos a partir 70 anos da cidade de São Paulo poderão tomar a quarta da dose da vacina contra a covid-19 a partir da próxima terça-feira, 29, desde que tenham recebido a terceira dose há pelo menos quatro meses. A vacinação será feita com os imunizantes disponíveis.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), dos 556 mil idosos com mais de 70 anos que residem na capital, 450.347 estão elegíveis para a segunda dose adicional no momento.

A imunização acontecerá em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, que funcionam das 7h às 19h, além dos megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h. Além da vacinação nos postos, a Atenção Básica, por meio da Estratégia Saúde da Família (ESF), vai imunizar os idosos nas Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e em domicílio para aqueles acamados e impossibilitados de se locomoverem até as unidades.

Para se vacinar, é necessário apresentar um documento de identificação, preferencialmente Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), além da carteirinha com o registro das doses recebidas anteriormente.

Desde a última sexta-feira, 18, idosos a partir de 80 anos estão aptos a receber a quarta dose. Até o momento, 23.153 pessoas nessa faixa etária já receberam a segunda dose adicional. 

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, adiantar a segunda dose de reforço é proteger ainda mais os idosos contra o coronavírus nesta fase da pandemia. "A logística de vacinação construída pela gestão municipal permanece para imunizar toda a população contra a covid-19 na cidade de São Paulo.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.