Cidade de SP não descarta adiar aulas por gripe, diz Kassab

Kassab informou que os professores receberão treinamento para ajudar na identificação de casos suspeitos

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

27 Julho 2009 | 15h25

60% dos casos de gripe no País já são de H1N1, diz SaúdeO prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse que não está descartado adiar o início das aulas na rede municipal de ensino para conter o contágio pela gripe suína. O número de vítimas fatais no Estado pela doença já chega a 17. Kassab esclareceu que a questão será decidida pela secretaria estadual de Saúde.

 

São Paulo não adiará volta às aulas pela gripe suína, diz Kassab

 

  "Não está descartada a hipótese", disse o prefeito a respeito do adiamento do início das aulas, que pelo calendário oficial serão retomadas na semana que vem. "Hoje está mantida a data de início, mas pode haver, ao longo da semana, uma nova diretriz a critério da secretaria estadual de Saúde."  

 

Kassab informou que os professores das escolas municipais receberão treinamento para ajudar na identificação de casos suspeitos da nova gripe entre os alunos. O prefeito fez as afirmações após evento na sede da prefeitura, no centro da cidade, para lançamento do programa JovemTEC e de estágios para estudantes da rede estadual.  

 

Até o final da semana passada, as cidades de Osasco, Diadema, Campinas, Indaiatuba, Hortolândia e Vinhedo adiaram o início das aula da rede municipal por conta do risco de contágio da gripe suína. Ao todo, por volta de 333 mil alunos paulistas tiveram as férias escolares prorrogadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.