James Gathany/CDC/AP
James Gathany/CDC/AP

Cidade do interior de SP tem um caso de zika a cada quatro de dengue

Pacientes contaminados pelo vírus zika este ano em Matão, no centro-norte do Estado já são 110, dos quais duas gestantes

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

12 Abril 2016 | 18h49

SOROCABA - Número divulgados nesta terça-feira, 12, pela Vigilância Epidemiológica indicam que a cidade de Matão, na região centro-norte do Estado de São Paulo, tem um caso de zika para cada quatro de dengue. 

Os pacientes contaminados pelo vírus zika este ano já são 110, dos quais duas mulheres grávidas. A dengue atingiu 450 casos confirmados e registrou uma morte com diagnóstico da doença. Matão tem 80,9 mil habitantes.

De acordo com a prefeitura, no início do ano faltaram kits para a realização dos exames e um número significativo de amostras foi encaminhado para o Instituto Adolfo Lutz. Os resultados foram recebidos nos últimos dias. No caso da zika, os pacientes foram submetidos apenas a exames clínicos. As grávidas, no entanto, passaram por exame de sangue na rede particular.

Embora o número de casos coloque a cidade em situação de epidemia, a prefeitura considerou desnecessário decretar emergência. Com a morte de uma pessoa diagnosticada com a doença, no dia 13 de março, a cidade passa a ser considerada automaticamente em situação de emergência sanitária. 

As ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das duas doenças, foram intensificadas. Em um dos programas, as pessoas podem retirar criadouros do mosquito e trocar por cupons num ponto de troca para concorrer a prêmios.

Mais conteúdo sobre:
Zika dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.