Cientistas dizem estar perto de 'ler' pensamento de paciente

Homem paralisado por acidente teve eletrodos inseridos no cérebro.

BBC Brasil, BBC

15 de novembro de 2007 | 08h20

Cientistas dos Estados Unidos anunciaram que podem estar muito próximos de "traduzir" o pensamento de um homem que perdeu a fala após um acidente de carro.Segundo artigo na revista New Scientist, os pesquisadores da Universidade de Boston implantaram eletrodos no cérebro do paciente, Eric Ramsay, que está paralisado, mas consciente, há oito anos.Os eletrodos registraram impulsos nas áreas do cérebro envolvidas na comunicação verbal.Agora, os cientistas devem usar os sinais gerados para criar um software que traduz os pensamentos em sons.Apesar de os dados ainda estarem sendo analisados, os pesquisadores acreditam que poderão identificar corretamente os sons que o cérebro de Ramsay estaria formulando, em 80% dos casos."Esperamos que este estudo abra um novo caminho para descobertas", disse Joe Wright, da Neural Signals, que ajudou a desenvolver a tecnologia utilizada."Temos a esperança de levar o paciente a um nível de conversação, mas ainda estamos bem longe disso", admite.Especialistas em neurociência concordam que a experiência é um avanço emocionante."Os resultados obtidos nos Estados Unidos não saíram completamente do nada", disse Geraint Rees, neurocientista da University College London (UCL). "Já vínhamos avançando no sentido de decodificar o vocabulário primitivo. Mas este é certamente um capítulo interessante."Rees, no entanto, critica o uso de eletrodos dentro do cérebro. "Essas técnicas invasivas, em que algo está introduzido no cérebro, sempre trazem riscos", afirmou.Para os especialistas, a leitura do pensamento ainda está longe de ser alcançada."Existe uma grande diferença entre uma técnica como esta, que pega os sinais que o paciente deseja que sejam pegos, e ser capaz de entrar na mente de uma pessoa", explicou John Dylan Haynes, do Instituto Max Planck para Ciências Cognitivas e do Cérebro, localizado em Leipzig, na Alemanha."É muito emocionante estarmos começando a conseguir traduzir alguns pensamentos simples, mas ainda estamos longe de ter uma máquina capaz de ler pensamentos."BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.