Divulgalção
Divulgalção

Cientistas encontram a mais antiga habitação humana da Grã-Bretanha

A casa antecede a habitação britânica mais antiga anterior, em Northumberland, em pelo menos 500 anos

estadao.com.br

10 de agosto de 2010 | 16h06

Equipe de pesquisadores das universidades de Manchester e York determinaram que um conjunto de vestígios da Idade da Pedra é a mais antiga habitação humana já encontrada na ilha. Datado de 8.500 a.C., o sítio é de uma época na qual a Grã-Bretanha ainda era parte da Europa Continental.

 

A pesquisa descobriu uma estrutura circular de 3,5 metros junto a um antigo lago em Star Carr, uma área de importância arqueológica comparável a Stonehenge, dizem os pesquisadores.

 

A equipe agora se dedica a escavar uma grande plataforma de madeira junto ao lago, feita de tábuas. A plataforma é o mais antigo sinal de carpintaria na Europa.

 

A casa antecede a habitação britânica mais antiga anterior, em Northumberland, em pelo menos 500 anos. O local era habitado por caçadores-coletores de uma época imediatamente posterior à última Era Glacial, e provavelmente migraram a partir de uma região hoje submersa pelo Mar do Norte.

 

"A partir da escavação, obtemos um retrato vívido de como essas pessoas viviam. Por exemplo, parece que a casa foi reconstruída em várias etapas. parece também que havia mais de uma casa, e que muitas  pessoas moravam aqui", disse um dos responsáveis pela escavação, Nicky Milner, da Universidade de York.

Tudo o que sabemos sobre:
arqueologiaeuropapré-história

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.