Cientistas mapeiam genoma de tuberculose resistente

Cepa está vinculada a surto da doença que matou mais de 50 pessoas em uma província sul-africana

Efe,

21 de novembro de 2007 | 02h06

Cientistas americanos e sul-africanos decifraram pela primeira vez o mapa genético de uma cepa da tuberculose resistente à maioria dos remédios. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 19, pelo Instituto Broad do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos. Os cientistas disseram que a cepa do "Mycobacterium tuberculosis" está vinculada a um surto da doença que matou mais de 50 pessoas na província sul-africana de Kwazulu-Natal. Em um relatório sobre sua pesquisa, os cientistas informaram que a análise inicial revelou poucas diferenças no DNA entre a bactéria resistente aos remédios (XDR) e as que são mais sensíveis. "A cepa decifrada é responsável pela maioria dos mais de 300 casos de XDR identificados até agora na região", disse Willem Sturm, decano da Escola de Medicina Nelson Mandela e um dos principais participantes da pesquisa. "A caracterização genética é essencial para o desenvolvimento dos instrumentos necessários no controle da epidemia", acrescentou Sturm no relatório do Instituto Broad.

Tudo o que sabemos sobre:
tuberculosegenoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.