Cientistas revelam novas imagens da Terra

Projeto da Nasa e da NOAA capta imagens da Terra durante a noite

Efe

07 Dezembro 2012 | 12h11

WASHINGTON - Quarenta anos após tomada a emblemática foto do "planeta azul" os cientistas americanos divulgaram nesta sexta-feira imagens compostas que mostram a beleza da Terra e o esplendor da presença humana com um detalhe sem precedentes.

No dia 7 de dezembro de 1972 quando a cápsula Apollo 17 viajava da Terra rumo à Lua com três astronautas a bordo, cruzou uma estreita faixa de luz diretamente entre o Sol e o planeta.

A Terra apareceu como uma enorme esfera, as areias do Saara plenamente iluminadas, o manto branco da Antártida brilhante, o continente africano, e os véus de nuvens quase em relevo sobre a cor dominante, o azul profundo dos oceanos.

A imagem captada a partir de cerca de 45.500 quilômetros de distância e uma das mais conhecidas no mundo foi usada como bandeira em manifestações pacifistas e pela defesa do meio ambiente em todo o planeta.

"Muitos satélites estão equipados para observar a Terra durante o dia, quando o planeta está plenamente iluminado pelo Sol", informou a Nasa em seu portal de internet.

Com um novo sensor a bordo do satélite Suomi, um projeto conjunto da Nasa e a Administração Nacional de Oceano e Atmosfera (NOAA, na sigla em inglês), agora os cientistas podem observar a atmosfera e a superfície da Terra durante a noite.

Combinando as imagens feitas por esses satélites, Nasa e NOAA divulgaram nesta sexta-feira novos retratos da Terra.

Assista ao vídeo (em inglês):

Mais conteúdo sobre:
Terra Nasa epsaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.