Clientes de planos de saúde estão insatisfeitos com serviços

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste) divulgou ontem uma pesquisa que comprova um alerta feito pela entidade há bastante tempo: os clientes não estão satisfeitos com o serviço prestado pelos planos de saúde. O levantamento apontou que 48% dos usuários da Amesp, por exemplo, querem trocar de convênio. A segunda colocada do ranking foi a Hapvida, cujo índice de insatisfação atinge 47% dos consumidores. A empresa com maior aceitação do público é a Unimed Campinas: apenas 9% dos clientes pretendem mudar de operadora. Um dos principais problemas encontrados pela Pro Teste é que muitas empresas estipulam um prazo de carência muito grande. É o caso da DixAmico, que exige um mínimo de 180 dias para qualquer exame ou procedimento. A Pro Teste encaminhará uma carta à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) solicitando que as empresas recebam punições mais severas caso apresentem falhas no atendimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.