Clínica que vendia célula-tronco em pó é fechada

As vigilâncias Estadual e Municipal de Saúde fecharam ontem a clínica da médica Shirley de Campos, em São Paulo. Ela e o médico Fernando Requena foram denunciados na quarta-feira em reportagem do Jornal Nacional, da Rede Globo, por aplicar golpes com tratamento à base de "pó com células-tronco" em parentes de crianças com paralisia cerebral. Na blitz, foi constatado que a clínica não tinha licença para funcionar. O Conselho Regional de Medicina (Cremesp) instaurou ontem uma sindicância para completar a apuração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.