Fernanda Sunega/PM Campinas/Divulgação
Fernanda Sunega/PM Campinas/Divulgação

Com 25 mortes em um dia, Campinas testa oxigenação em pessoas idosas

Queda na saturação de oxigênio é um dos principais indicadores da forma grave da covid-19

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2020 | 18h29

SOROCABA – No dia em que registrou 25 novas mortes pelo novo coronavírus, a prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, iniciou nesta terça-feira, 21, a testagem em massa do nível de oxigenação no sangue de pessoas idosas. A queda na saturação de oxigênio é um dos principais indicadores da forma grave da covid-19. Dezoito das vítimas tinham mais de 60 anos. A cidade chegou a 568 mortes decorrentes da doença. Com 337 novos casos – recorde em um dia – o número de infectados subiu para 13.801.

Ao anunciar a medida, o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que essa forma de testagem permite identificar idosos infectados antes da fase aguda da doença. “Precisamos cada vez mais refinar nossas estratégias em defesa da saúde pública, por isso vamos realizar uma testagem em massa na população idosa utilizando oxímetro, um aparelho que mede a oxigenação no sangue.”

O programa resulta de parceria entre a prefeitura, o Instituto Estáter e a Sociedade Brasileira de Infectologia. Os testes começaram a ser aplicados em moradores com mais de 60 anos da região sudoeste, onde estão os bairros do distrito de Ouro Verde. A população idosa ali é estimada em 1,6 mil pessoas. A pessoa que tiver saturação de oxigênio abaixo de 95% será encaminhada para exames no Hospital Ouro Verde, que fica na região.  

Os números indicam que o novo coronavírus ainda avança em Campinas. A cidade tem 717 casos suspeitos e 30 óbitos em investigação. O número de pessoas internadas subiu para 435 e outras 755 estão em isolamento domiciliar. A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a doença chegou a 87%, com 356 pacientes internados – o maior número dos últimos sete dias. Considerando os leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) municipal, a taxa é ainda mais alta, de 94,1%. Já no SUS estadual, a ocupação atinge 87,1%.

Lockdown 

Em Limeira, na mesma região, a prefeitura decidiu decretar um mini lockdown por dois fins de semana para reduzir a disseminação do vírus. No próximo sábado e no domingo, apenas farmácias e serviços de saúde poderão funcionar. Supermercados, postos de combustível e outros serviços não essenciais ficarão fechados. “Temos notado uma indisciplina generalizada em nosso município, que está causando aumento na velocidade da contaminação”, disse o prefeito Mário Botion (PSDB).

A partir desta quarta-feira, 22, entra em vigor a lei seca, com a proibição da venda de bebidas alcoólicas entre as 18 e as 8 horas. A medida vigora até o dia 2 de agosto. A cidade atingiu nesta quarta o total de 4.152 pessoas infectadas e 124 mortes pelo novo coronavírus. A taxa de ocupação dos leitos referenciados para a covid-19 chegou a 87,2%, enquanto em UTI atingiu 90%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.