Fabio Motta/ Estadão
Fabio Motta/ Estadão

Com Armínio Fraga, Rio cria comissão de especialistas para enfrentar coronavírus

Médicos, economistas e demais cientistas vão estudar cenários e propor medidas a curto, médio e longo prazo 

Caio Sartori, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2020 | 16h29

RIO - O governo do Rio criou nesta quarta-feira, 6, uma comissão com 18 especialistas de diferentes áreas para atuar contra o coronavírus em múltiplas frentes. Com a presença de nomes como o economista Armínio Fraga, a pneumologista Margareth Dalcolmo e o neurocirurgião Paulo Niemeyer, a Comissão RJ Ciência no Combate à Covid-19 atuará tanto no curto quanto no médio e longo prazos, segundo o Executivo fluminense. 

No curto prazo, os especialistas vão estudar e incentivar, por exemplo, a adesão ao isolamento social e o acesso a testes. Pensando em períodos mais longos, vão acompanhar a formulação de vacinas e analisar cenários para a retomada da atividade econômica. 

“Entre as ações, será implementado um levantamento inédito, via formulário eletrônico, para avaliar o grau de subnotificação no estado, dado fundamental para definir as medidas de contenção e a distribuição dos recursos do sistema de Saúde”, informou o Palácio Guanabara. 

O próprio secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, já admitiu que o número real de infectados e mortos no Rio podem ser cerca de 15 vezes maior que os oficiais - que, segundo o último boletim, são de 12.391 e 1.123, respectivamente.

Professor de Bioquímica da UFRJ, Jerson Lima Silva será o presidente da comissão, que não exclui o gabinete de crise criado pelo governo em meados de março nem o conselho de notáveis que assessora a Secretaria Estadual de Saúde. 

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Além dos nomes já citados, a comissão conta com outros pesquisadores conhecidos em suas respectivas áreas, como o epidemiologista da UFRJ Roberto Medronho e o virologista Amilcar Tanuri, professor da UFRJ e membro da Academia Brasileira de Ciência. 

O Estado vive um cenário de pressão ao governador Wilson Witzel pela adoção do isolamento total, o chamado lockdown. O Executivo tem até esta quinta-feira, 7, para apresentar ao Ministério Público uma justificativa técnica para o fechamento. 

Veja abaixo a lista completa dos integrantes da comissão:

- Jerson Lima Silva (FAPERJ, UFRJ, ANM, ABC)

- Leonardo Rodrigues, secretário de Ciência, Tecnologia e inovação 

- Maria Isabel de Castro de Souza (SECTI, UERJ)

 - Amilcar Tanuri (UFRJ, ABC)

- Armínio Fraga Neto (Gávea Investimentos)

- Daniel Tabak (ANM)

- Paulo Niemeyer (IECPN e ANM)

- Marcos Freire (Fiocruz-Biomanguinhos)

- Patricia Bozza (Fiocruz)

- Margareth Dalcomo (Fiocruz)

- Roberto Medronho (IESC-UFRJ)

- Marcelo Gattass (PUC, Tecgraf-Embrapii)

- Edson Watanabe (Coppe, UFRJ)

- Bruno Leonardo Barth Sobral (Faculdade de Ciências Econômicas, UERJ)

- Carlos Frederico Leão Rocha (Vice-Reitor UFRJ, Economia)

- Vitor Ferreira (UFF, ABC, FAPERJ)

- Eliete Bouskela (UERJ, ABC e DC FAPERJ)

- Mauricio Guedes (DT FAPERJ)

Receba no seu e-mail as principais notícias do dia sobre o coronavírus 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.