Associated Press
Associated Press

Começa nesta segunda distribuição gratuita de remédios para asma

Iniciativa do governo beneficiará cerca de 2 milhões de famílias pobres e têm crianças de até 6 anos

Agência Brasil

04 de junho de 2012 | 09h15

BRASÍLIA - Começa nesta segunda-feira, 4, a distribuição gratuita de remédios contra a asma nas drogarias credenciadas no programa Aqui Tem Farmácia Popular. A medida integra o Programa Brasil Carinhoso, lançado em maio pela presidente Dilma Rousseff.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, os três medicamentos – brometo de ipratrópio, diproprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol – estarão disponíveis em mais de 20 mil estabelecimentos em todo o país. Para retirar os remédios, é preciso apresentar um documento com foto, o CPF e a receita médica dentro do prazo de validade.

 

Com a medida, o Ministério espera atender, prioritariamente, crianças com até 6 anos, já que a asma está entre as principais causas de internação nessa faixa etária. A iniciativa beneficiará cerca de 2 milhões de famílias que vivem na extrema pobreza.

 

Em 2011, do total de 177,8 mil internações no Sistema Único de Saúde (SUS) em decorrência da doença, 77,1 mil foram crianças com essa idade. Além disso, cerca de 2,5 mil pessoas morrem por ano por causa da asma.

 

Ainda segundo o Ministério, a incorporação dos medicamentos deverá ampliar o orçamento atual do Programa Saúde Não Tem Preço em R$ 30 milhões ao ano. Atualmente, o Farmácia Popular atende a 200 mil pessoas que buscam remédios para a asma, mas a previsão é que a gratuidade beneficie até 800 mil pacientes por ano. 

Tudo o que sabemos sobre:
asmaremédiosaúdevida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.