Como cuidar do lixo em tempos de coronavírus
Conteúdo Patrocinado

Como cuidar do lixo em tempos de coronavírus

Seguir as regras de acondicionamento dos resíduos é fundamental para proteger o meio ambiente e a saúde de todos, especialmente dos profissionais envolvidos na coleta

Hyundai, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

08 de junho de 2020 | 16h37

Considerada uma atividade essencial, a coleta de resíduos sólidos continua sendo realizada diariamente em todo o país. As normas de segurança relacionadas a esse trabalho envolvem a preocupação de preservar a saúde da população como um todo e também a dos funcionários de condomínios e profissionais de limpeza urbana, um grupo de trabalhadores muito exposto ao risco de contaminação.

Quarentena está gerando mais resíduos

A quarentena provocou um aumento significativo na geração de lixo reciclável em São Paulo, reflexo do fato de que as pessoas estão passando mais tempo em casa. Muitas famílias aproveitaram a quarentena para fazer faxinas e arrumações, incluindo nesse processo o descarte de objetos e materiais.

Mantendo os procedimentos de reciclagem

Continuar reciclando o lixo é muito importante para o meio ambiente e para a saúde pública. Porém, as famílias com pessoas comprovadamente contaminadas ou com suspeita de covid-19 devem seguir orientações específicas sobre a forma correta de acondicionar os resíduos.

Para saber mais sobre as regras seguras de acondicionamento dos resíduos orgânicos, procedimentos fundamentais para evitar que o vírus se propague ainda mais, clique aqui  e descubra se você está fazendo tudo certo para proteger familiares, vizinhos e trabalhadores que atuam na coleta. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.