Jeshoots/Unsplash.com
Jeshoots/Unsplash.com

Como posso controlar mais minhas emoções em situações estressantes?

Entre as dicas da neuropsicóloga Nathalie Gudayol estão coisas simples, como dormir e se alimentar bem, além de praticar exercício regularmente

Ana Lourenço, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2022 | 05h00

PERGUNTE AO ESPECIALISTA

Como posso controlar mais minhas emoções em situações estressantes?

Lucas Lima, Guarulhos

Responde Nathalie Gudayol, neuropsicóloga

Para ter esse controle emocional você precisa seguir uma rotina, dormir e se alimentar bem e praticar exercício físico. Mas isso é prevenção. No momento do estresse, algumas técnicas podem ajudá-lo – todas se baseiam em encontrar uma rotina mental e física que propicie fazer uma pausa e mudar o modo de pensar para acalmar a ação de reação e fazer dela uma ação racional.

Antes de tudo, verifique se o seu estresse é do tipo ansioso ou se assemelha ao rancor. Para o primeiro tipo, o que pode ajudar é um exercício de mindfulness, no qual você respira fundo e presta atenção em todo seu corpo, da sola dos pés até o topo da cabeça. Nesse processo, perceba a textura de suas roupas, a temperatura do ambiente, etc.

Já para as situações de rancor, o ideal é praticar a respiração consciente, ou seja: inspirar, segurar, expirar e manter os pulmões vazios, contando sete segundos a cada etapa. A respiração oxigena o cérebro e altera o foco, minimizando a intensidade dos sintomas.

É interessante também praticar a mudança de perspectiva, passando a olhar para a situação com o olhar do outro. Quando você reavalia o momento como um desafio positivo que não vê a hora de enfrentar, seu cérebro reage de uma maneira mais construtiva.

Cuidar da gente é como escovar os dentes. Ao praticar essas rotinas, seu cérebro fica cada vez melhor, até o ponto em que você é capaz de mudar de fato o modo como reage ao estresse. 

Tem alguma dúvida? Mande no ana.lourenco@estadao.com ou pelo Instagram @bemestarestadao

Tudo o que sabemos sobre:
estressepsicologiasaúde mental

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.