Como surge o esporão de calcanhar?

Todos os anos, cerca de um milhão de brasileiros e 2,5 milhões de americanos procuram os consultórios de ortopedistas com queixas de dores no calcanhar. A maior parte desses pacientes apresenta um problema chamado fasceíte plantar, ou fascite plantar, uma inflamação no tecido que recobre os músculos da sola do pé, conhecido popularmente como esporão de calcanhar. Para entender a doença é importante lembrar que a planta do pé é composta pelas estruturas elástica (músculo) e rígida (fáscia), que potencializam a força dos músculos flexores curtos dos dedos e funcionam como um braço de alavanca. Na prática, essas estruturas aumentam a eficiência do impulso, que é acionado quando o calcanhar se distancia do solo. Um estresse excessivo nesta região provoca um estiramento da fáscia, originando fissuras e inflamação. Entre as principais causas estão a retração do tendão calcâneo - conhecido popularmente como tendão de Aquiles -, pés com a curvatura acentuada, rígidos, pouco flexíveis ou pronados. As pessoas mais suscetíveis ao problema são mulheres com idade entre 40 e 50 anos, praticantes de esportes como caminhada, corridas e maratonas. Há, ainda, incidência significativa de casos entre as que trabalham em pé por longos períodos ou que sofrem com sobrepeso. O tratamento é principalmente clínico, realizado por meio de alongamento do tendão de Aquiles e da fascia plantar. Estudos revelam que 80% dos portadores de esporão de calcanhar melhoram após seis a oito semanas de tratamento. Medicamentos para amenizar as dores e conter a inflamação - além da fisioterapia - poder ser benéficos. A persistir a doença, especialistas recomendam a terapia de ondas de choque extracopórea. Os tratamentos cirúrgicos costumam ser raros, cabendo a casos muito específicos. (*) Ortopedista com especialização em Ortopedia Reumatológica no "Royal College of Surgeons of England", presidente da ONG Instituto Ortopedia & Saúde, atua nos hospitais Albert Einstein, Osvaldo Cruz e Santa Catarina e é diretor-presidente da Arthros Clínica Ortopédica. Email: dr fabioravaglia@ig.com.br

Agencia Estado,

07 de julho de 2006 | 15h21

Tudo o que sabemos sobre:
artigos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.