Concurso premia os tesouros escondidos da fotografia espacial

Organizadores da ESO se surpreenderam ao receber quase cem imagens feitas por amadores

BBC Brasil, BBC

13 Janeiro 2011 | 17h36

Um concurso da Organização Europeia para a Investigação Astronômica no Hemisfério Sul (ESO, na sigla em inglês) premiou belas imagens do espaço processadas por astrônomos amadores.   A competição batizada de Hidden Treasures (Tesouros Escondidos, em tradução livre) permitiu que entusiastas pesquisassem os vastos arquivos de imagens registradas por meio de telescópios da ESO à procura de astros ocultos.

Para transformar esse material bruto em preto e branco nas belas imagens vencedoras, foram necessárias muitas horas de trabalho, corrigindo distorções, retirando marcas geradas pelos instrumentos e realçando detalhes contidos nas informações astronômicas.

Os organizadores do concurso da ESO se surpreenderam ao receber quase cem imagens feitas por amadores, uma quantidade alta dada a natureza complexa do desafio.

O vencedor, o russo Igor Chekalin, vai fazer uma visita ao gigantesco telescópio da ESO em Paranal, no Chile.

"Como um astrofotógrafo amador, esse foi o trabalho de processamento de imagens mais difícil que já fiz. Minha participação na competição me apresentou diversos desafios, desde a instalação de um software até o estudo de técnicas e a operação de sistemas que não conhecia antes", disse Chekalin.

 

A ESO é uma organização intergovernamental sediada na Alemanha e financiada por 14 países europeus e pelo Brasil.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
astronomia fotografia eso astrofotografia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.