Confirmado um quarto caso de H5N1 em cisne morto no Japão

País começa a inspecionar cinco fazendas de aves em um raio de 30km onde foi achado o último cisne morto

Efe,

05 de maio de 2008 | 06h07

As autoridades japonesas confirmaram nesta segunda-feira, 5, que um cisne achado morto em Hokkaido (norte do Japão) estava infectado com a variedade H5N1 da gripe aviária. É o quarto caso detectado neste país em duas semanas, segundo a agência Kyodo. Esse cisne foi achado morto no dia 24 de abril na península de Notsuke, ao leste de Hokkaido, informou o Ministério do Meio Ambiente do Japão. Previamente, no dia 21, foram encontrados outros três cisnes mortos na província de Akita, também na ilha de Hokkaido, e se confirmou que estavam afetados pelo H5N1, o variante mais letal da gripe aviária. Após confirmar este quarto caso, as autoridades locais de Hokkaido começaram a inspecionar cinco fazendas de aves em um raio de 30 quilômetros onde foi achado o último cisne morto. O nível de alerta por gripe aviária no Japão está na fase 3 de uma escala de seis, criada pela Organização Mundial da Saúde.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãogripe aviáriavírus H5N1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.