Conquistador do Polo Sul ocultou façanha para vender notícia, diz jornal

Amundsen manteve feito em segredo durante três dias para respeitar acordo feito com jornais

Efe,

08 de março de 2012 | 07h30

O explorador norueguês Roald Engelbregt Gravning Amundsen, o primeiro a alcançar o Polo Sul, teria ocultado o feito de sua expedição com a intenção de vender a notícia com exclusividade para vários jornais europeus, informou o jornal australiano "The Australian".

Depois de conquistar o Polo Sul, no dia 14 de dezembro de 1911, Amundsen e o restante da tripulação retornaram dessa expedição no porto de Hobart, na ilha australiana de Tasmânia. A viagem foi concluída no dia 7 março de 1912, exatamente há um século.

Segundo o "The Australian", uma analise feita em 14 diários pessoais dos integrantes dessa expedição, dirigida por uma equipe de 30 especialistas da Fundação Fram da Noruega, revela que Amundsen e sua tripulação mantiveram essa façanha em segredo durante três dias, depois da chegada em Hobart.

A mesma pesquisa revela que Amundsen foi o único que desembarcou no porto, disfarçado de marinheiro, e permaneceu escondido em uma pequena pousada até anunciar a conquista do Polo Sul, no dia 10 de março.

O explorador só divulgou seu feito depois de receber um telegrama de seu irmão, o mesmo que avisava que sua aventura já tinha sido publicada na Europa.

Em declarações ao jornal australiano, o cientista norueguês Olav Orheim, presidente do Museu Fram, afirmou que Amundsen guardou esse segredo porque "estava muito preocupado em respeitar o acordo que seu irmão tinha feito com relevantes jornais europeus".

De acordo com Orheim, Amundsen se encontrava em uma difícil situação financeira devido ao elevado custo da expedição e não podia desperdiçar a venda dessa notícia exclusiva aos jornais de Londres, Paris, Berlim e Oslo.

Amundsen, que também foi o primeiro a atravessar a passagem do Noroeste - ligação entre os oceanos Atlântico e Pacífico, na região norte do Canadá -, firmou sua lenda como explorador ao derrotar à expedição britânica de Richard Scott na corrida pelo Polo Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.