Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão
Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão

Contra o coronavírus, Terminal Rodoviário do Tietê é desinfectado por militares

Cerca de 70 militares do Exército e da Marinha do Comando Conjunto Sudeste (CCSE) realizaram a operação nesta terça-feira

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2020 | 18h22

O Terminal Rodoviário do Tietê, na zona norte de São Paulo, passou nesta terça-feira por desinfecção para diminuir a propagação do novo coronavírus. Cerca de 70 militares do Exército e da Marinha do Comando Conjunto Sudeste (CCSE) realizaram a operação e utilizaram uma solução de hipoclorito de sódio para descontaminar o local.

A desinfecção integra as ações do Comando Conjunto Sudeste em apoio aos órgãos de Saúde e de Segurança Pública no âmbito da Operação Covid-19. Foram realizadas cerca de 500 operações em espaços públicos no Estado de São Paulo desde março.

A desinfecção deixa o local livre do coronavírus momentaneamente. Com a circulação de pessoas, porém, o espaço volta a ficar suscetível a novas contaminações. Por isso, é importante que a população mantenha as medidas de higiene, como a utilização de máscara e álcool em gel, além da distância de dois metros para cada pessoa.

Os militares do Comando Conjunto Sudeste foram treinados pelo 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN), que fica localizado no Rio de Janeiro e esteve em São Paulo em junho para fazer operações. Antes do Terminal Rodoviário de Tietê, foram desinfectados os aeroportos de Congonhas e Guarulhos. Outros locais higienizados pelo Exército Brasileiro foram o Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, o Hospital Santo Amaro, em Guarujá, a Praça da Bandeira, em Caçapava, a Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, o Hospital Militar de Área de São Paulo (HMASP), na capital paulista, o Quartel-General Integrado, sede do Comando Militar do Sudeste (CMSE), entre outros.

O Terminal Rodoviário do Tietê possui 89 plataformas (72 de embarque e 17 de desembarque) e atende cerca de 300 linhas de ônibus. São aproximadamente 3 mil veículos partindo e chegando de 1.033 cidades, 21 Estados brasileiros e cinco países (Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai). A média de circulação é de 90 mil usuários por dia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.