Matias Baglietto/REUTERS
Matias Baglietto/REUTERS

Coronavírus na América Latina: Argentina registra a primeira morte

Além do país, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru e México apresentam pacientes infectados

Redação, O Estado de S. Paulo

07 de março de 2020 | 20h56

BUENOS AIRES - Um homem de 64 anos morreu neste sábado, 07, na capital argentina por coronavírus e se tornou o primeiro caso fatal na América Latina, segundo a imprensa local.

O falecido, originário de Buenos Aires, havia retornado de uma viagem à Europa no dia 25 de fevereiro e desenvolveu sintomas de febre, tosse e dor de garganta três dias depois. Ele também tinha histórico de diabetes, hipertensão, bronquite crônica e insuficiência renal. 

No dia 4 de março ele foi internado no Hospital Argerich, em Buenos Aires e desenvolveu um quadro de pneumonia durante a internação, até que chegou a óbito nas últimas horas. Além dele, existem outros oito casos confirmados do vírus no país.

Brasil, Chile, Equador, Peru, Paraguai e México são os outros países da América Latina que também registraram casos do vírus, segundo informado pelos ministérios da Saúde de cada país.

O Equador confirmou 13 infectados, perdendo apenas para o Brasil que registrou 19 infectados no país. O Ministério da Saúde brasileiro confirmou seis novos casos de infecção pelo coronavírus no Brasil, dois deles em São Paulo, um no Rio de Janeiro, um no Distrito Federal e um na Bahia.

No Peru,  seis pessoas foram afetadas. Já no Chile, a vítima do vírus é um homem de 33 anos que viajou por cerca de um mês pelo sudeste asiático, incluindo Cingapura, onde há registro de mais de 100 infecções por coronavírus até o momento.

O México tem cinco casos confirmados e onze suspeitos e o Ministro da Saúde do Paraguai, Julio Mazzoleni confirmou neste sábado, 07, o primeiro caso do país. Um paraguaio de 32 anos que chegou do Equador em 3 de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.