TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Coronavírus: Prefeitura terá abrigos emergenciais para moradores de rua

Foram intensificadas as abordagens às pessoas em situação de rua, segundo informou a administração municipal. Pias serão instaladas na região central

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2020 | 22h59

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo informou que irá ampliar a rede de acolhimento para pessoas em situação de rua. Serão implementados abrigos emergenciais exclusivos para pessoas com a suspeita de infecção pelo novo coronavírus, de acordo com o divulgado pela gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB). 

Um dos espaços, na Vila Mariana, será utilizado por pessoas já diagnosticadas com corona e que necessitam de isolamento domiciliar, disse a Prefeitura. Outros dois centros de acolhida emergenciais começarão a funcionar para "poder esvaziar um pouco os centros já existentes, viabilizando um espaçamento maior entre os beliches". Durante a semana, ainda serão abertos mais dois centros emergenciais, chegando a 400 vagas.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

A administração municipal disse que pias serão instaladas na região central, onde se concentra o maior número de pessoas em situação de rua. O objetivo é que eles possam fazer a higienização como forma de prevenção. 

Foram intensificadas as abordagens às pessoas em situação de rua, segundo informou a Prefeitura. "Na identificação de caso suspeito é realizada uma pesquisa de onde a pessoa em situação de rua dorme e circula, para identificar contatos e possíveis novos suspeitos. A pessoa deverá ser encaminhada à unidade de saúde para atendimento e diagnóstico e, em caso de maior gravidade, o SAMU será acionado", declarou a gestão Covas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.