DER-SP/ Divulgação
DER-SP/ Divulgação

Coronavírus provoca redução de acidentes e roubos em estradas durante pandemia, diz Moro

Diminuição, segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, tem efeito direto no atendimento médico das vítimas da covid-19

Julia Lindner e André Borges, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2020 | 21h45

BRASÍLIA - As restrições no tráfego em rodovias brasileiras durante a pandemia do novo coronavírus provocaram uma queda de 28% no número de acidentes e redução de 7% de mortes entre março e abril deste ano. A informação foi divulgada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com base em dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

"O dado positivo, pelo menos um efeito lateral (do novo coronavírus), que é positivo, é uma decorrência da diminuição do transporte rodoviário dos acidentes e dos óbitos no âmbito das rodovias federais", afirmou Moro, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira, 13.

Moro disse ainda que, entre a redução dos acidentes, a diminuição nos casos graves foi de 23% no mesmo intervalo e o número de feridos caiu 30%. "Isso também tem um efeito salutar no sentido de diminuir a pressão do atendimento médico, inclusive em UTIs (Unidade de Atendimento Intensivo), dessas pessoas que sofrem infelizmente esses acidentes. É claro que essa queda, a causa dela não é tão alvissareira, porque o motivo principal é a diminuição do tráfego nas rodovias, mas pelo menos algo positivo desse cenário", disse em outro momento.  

Houve, ainda, uma diminuição de 19% no número de roubo de cargas e de 49% no número de roubo a ônibus. "A pandemia gera dificuldades logísticas a esses próprios criminosos também", comentou Moro. 

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.