TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Coronavírus: quais alimentos ter em casa?

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: 'Estado' reúne dicas de alimentos e conservação para reduzir idas ao supermercado

da redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2020 | 17h18

Com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde para que os brasileiros evitem locais públicos e de grande aglomeração, os supermercados também entraram na lista de espaços a serem evitados. 

Não há nenhuma orientação das autoridades de saúde para o estoque de quaisquer itens, mas para evitar muitas idas aos mercado o Estado ouviu especialistas que indicam alimentos com maior tempo de validade para ter na despensa de casa. Além das dicas de produtos, as especialistas também recomendam que se busque ir às compras em horários em que há menos movimento. 

"É pensar em uma estratégia para ir menos vezes ao supermercado e se expor menos. Também não se deve esquecer que mesmo as feiras livres têm aglomeração de pessoas então também devem ser evitadas. Ou, se as pessoas optarem por ir, que escolham horários alternativos", diz a nutricionista Roseli Ueno. 

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Além do plano de compras, a nutricionista Camila Lafetá destaca que ao chegar em casa com os alimentos também é preciso ter cautela. "É preciso ter cautela com o que levamos para casa, por isso, é importante higienizar os alimentos, desinfetar as embalagens quando chegar do mercado", diz. 

As especialistas recomendam pensar em uma compra com alimentos não perecíveis, frutas com maior durabilidade e legumes congelados. Veja algumas dicas:

Grãos e cereais  - Entre os alimentos com maior prazo de validade estão os grãos como feijão, grão de bico, lentilha, quinoa. No grupo dos cereais, todos os tipos de arroz, cevada, trigo, aveia. 

Massas - As especialistas sugerem as massas em seus mais diversos formatos e tipos como uma boa opção para estoque. Elas lembram que também é possível comprar tomate pelado enlatado.

Frutas - Entre as frutas da estação as que têm maior durabilidade são: melão, laranja e maçã. Roseli também recomenda que é possível congelar algumas frutas, como morango, uvas, banana.

Legumes - As especialistas afirmam que legumes congelados mantém as vitaminas e o sabor fresco dos alimentos, por isso, são uma boa opção. Elas sugerem os congelados de seletas, brócolis, ervilha, espinafre, etc.

Laticínios - Com menor durabilidade, é importante ficar atento ao prazo de validade de iogurtes e queijos na hora da compra. Ainda assim, é possível comprar esses produtos e conservá-los fechados por até 15 dias, em alguns casos, na geladeira.

Carnes - Carnes também podem ser congeladas, mas a recomendação é que o congelamento seja feito em pequenas porções para garantir a boa conservação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.