Steve Parsons/PA via AP
Steve Parsons/PA via AP

Coronavírus supera SARS em número de infectados na China; cias aéreas cancelam voos

Mais de 5,9 mil casos foram registrados em território chinês; voos dos governos de EUA, Japão e França buscam cidadãos na região de Wuhan, enquanto companhias aéreas cancelam viagens

Redação, AFP

29 de janeiro de 2020 | 14h55

WUHAN - O surto de casos do novo coronavírus chegou a mais de 5,9 mil casos e ao menos 132 mortes apenas na China continental, superando o número de infectados pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS) entre 2002 e 2003, que contaminou 5,3 mil chineses e deixou 774 mortos em nível mundial - sendo 349 na China. Casos da nova virose também foram identificados em outros países, como Emirados Árabes Unidos, Finlândia, Alemanha e Vietnã. 

Nesta quarta-feira, 29, centenas de japoneses e norte-americanos foram retirados de Wuhan, cidade chinesa que concentra a maioria dos casos da virose. Além disso, as companhias British Airways (Reino Unido), Lion Air (Indonésia), Ukraine International Airlines (Ucrânia), Skyup Airlines (Ucrânia), Air Austral (França) suspenderam todos os voos para a China, enquanto a United Airlines e a Air Canadá já manifestaram a intenção de reduzir o número de viagens.

Wuhan e quase a totalidade da província de Hubei estão praticamente isolados do restante do País desde 23 de janeiro. O cordão sanitário afeta a cerca de 56 milhões de habitantes, além de milhares de estrangeiros. 

Relatos apontam que o avião com cerca de 200 japoneses que partiu da região e chegou nesta quarta em Tóquio tinha diversas pessoas com sintomas do coronavírus. “Já não podíamos circular livremente. O número de enfermos começou a aumentar rapidamente a dava medo”, conta Takeo Aoyama, que trabalha em uma empresa siderúrgica. 

Já o avião enviado para buscar cerca de 200 norte-americanos também partiu nesta quarta, reunindo também funcionários do consulado dos Estados Unidos em Wuhan. Já a aeronave da França buscou cerca de 350 europeus, dos quais aproximadamente 250 são franceses. Medida semelhante está sendo estudada pela Austrália.

Nesta quarta, também foram suspensas a etapa chinesa do campeonato mundial de esqui alpino, prevista para fevereiro. Além disso, a seleção feminina chinesa de futebol foi posta em quarentena em um hotel na Austrália, onde iria disputar as eliminatórias dos Jogos Olímpicos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.