Corte federal absolve Merck no caso do Vioxx

Uma corte federal dos Estados Unidos absolveu nesta sexta a farmacêutica Merck & Co. de qualquer responsabilidade pela morte de um homem de 53 anos que ingeriu o medicamento Vioxx.O paciente, Richard Irvin, da Flórida, sofreu um ataque cardíaco em 2001 ao tomar o remédio para tratar de uma artrite. O jurado, de oito membros, se reunido em Nova Orleans.A Merck, a terceira farmacêutica dos EUA, atribuiu a morte de Irvin à idade, ao peso e ao histórico médico de sua família.A companhia se defende em 7.000 processos nos EUA relacionados ao antiinflamatório Vioxx, que foi retirado do mercado em setembro de 2004 por denúncias de causar riscos cardíacos para seus usuários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.