Creche com caso de gripe suína é liberada em Campinas

Monitora que trabalha no local tinha contraído a doença de um amigo que voltava de viagem aos Estados Unidos

Tatiana Fávaro, da Agência Estado,

09 Junho 2009 | 14h20

A secretaria de Saúde de Campinas informou nesta terça-feira, 9, que o resultado dos exames de três casos considerados suspeitos de contaminação por influenza A (H1N1), a gripe suína, deram negativo. Um dos exames diz respeito a uma criança internada no Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp no dia 3, e que teve contato com uma mulher contaminada pela gripe suína, monitora da creche onde estava matriculada. A Vigilância Epidemiológica liberou a unidade escolar na manhã desta terça-feira para retomar as atividades.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Os outros dois testes referem-se a Pacientes atendidos no HC no último sábado, 6. Todos receberam alta e voltaram às atividades normais.

 

A secretaria ainda aguarda o resultado do exame do quarto caso suspeito de influenza A na região: um homem residente em Jaguariúna, que esteve em Detroit (Estados Unidos).

 

A monitora da creche e um homem de 29 anos, ambos moradores de Vinhedo, foram classificados pelos órgãos de saúde de Campinas como os dois primeiros casos de gripe suína na região. Eles tiveram alta do HC da Unicamp na quarta-feira passada.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.