ED FERREIRA/ESTADAO
ED FERREIRA/ESTADAO

Cremesp agilizará registro de recém-formados interessados no Mais Médicos

Profissionais que quiserem se inscrever no programa terão prioridade na emissão do CRM

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2018 | 15h36

SÃO PAULO - O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) agilizará a emissão do registro profissional de profissionais recém-formados interessados em se inscrever no programa Mais Médicos. Um edital emergencial para médicos brasileiros foi aberto pelo Ministério da Saúde na quarta-feira, 21, após Cuba anunciar que seus mais de 8,3 mil médicos sairiam do programa.

Por causa da urgência na reposição das vagas, no entanto, o período de inscrições para médicos brasileiros ficaria aberto somente até o próximo domingo, 25, por isso o Cremesp decidiu dar prioridade aos profissionais interessados em trabalhar no programa. 

"O Conselho fará uma força-tarefa para agilizar a análise da documentação dos profissionais que solicitarem inscrição até esta sexta-feira, dia 23 de novembro. A intenção do Cremesp é que o devido registro esteja disponível até este sábado, oferecendo a possibilidade de que os médicos recém-formados possam participar da convocação para o Mais Médicos", declarou o conselho, em nota.

Na tarde desta quinta, 22, no entanto, o ministério anunciou que prorrogará o período de inscrições por causa da alta procura e por ataques cibernéticos ao site do programa. A pasta ainda não divulgou os novos prazos.

A prioridade de atendimento para os recém-formados de São Paulo acontecerá exclusivamente na sede do Cremesp, na Rua Frei Caneca, 1.282, Consolação, das 9h às 18h. 

O Cremesp anunciou ainda que abriu um canal para receber e apurar reclamações de médicos que estão tendo dificuldades para fazer o cadastro no site do Mais Médicos. As reclamações podem ser encaminhados para o e-mail dificuldadescadastromaismedicos@cremesp.org.br

Segundo o Cremesp, desde o primeiro dia de inscrições, médicos têm enviado mensagens ao órgão relatando problemas na inscrição. Alguns profissionais relataram que o site saiu do ar ou ficou indisponível durante o preenchimento da inscrição online. O conselho diz que reunirá e avaliará essas informações para tomar "as medidas cabíveis para que os médicos brasileiros não sejam prejudicados".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.