Cremesp irá apurar erro em cirurgia no Guarujá

Jovem de 24 anos teve pino colocado no joelho errado; operação foi realizada pelo SUS

Marcela Gonsalves, da Central de Notícias,

25 Março 2011 | 15h07

SÃO PAULO - O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) abriu nesta sexta-feira, 25, sindicância para apurar um erro em procedimento cirúrgico realizado no Hospital Santo Amaro, no Guarujá (SP). A paciente Tatiane Andrade da Silva, de 24 anos, deu entrada no hospital na segunda-feira para colocar um pino no joelho direito, porém a operação foi realizada no joelho esquerdo.

A ocorrência foi registrada pela família de Tatiane na Delegacia Seccional do município. A operação era necessária por causa de uma queda que ela sofreu no ano passado e foi realizada através do Sistema Único de Saúde (SUS). Ela percebeu o erro assim que o efeito da anestesia passou.

Segundo nota divulgada pelo hospital, exames clínicos e tomográficos apresentaram o mesmo problema nos dois joelhos. Anda de acordo com o texto, "a decisão para a cirurgia foi compartilhada com a paciente que, como a mesma declarou, teve ciência dos procedimentos agendados".

 

Não há prazo para a conclusão da sindicância, mas segundo a assessoria de imprensa do Cremesp, caso haja indícios de infração ética, ao final das investigações será aberto um processo ético profissional contra os médicos responsáveis.

Mais conteúdo sobre:
operação joelho Cremesp Guarujá SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.