Cremesp irá apurar erro em cirurgia no Guarujá

Jovem de 24 anos teve pino colocado no joelho errado; operação foi realizada pelo SUS

Marcela Gonsalves, da Central de Notícias,

25 Março 2011 | 15h07

SÃO PAULO - O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) abriu nesta sexta-feira, 25, sindicância para apurar um erro em procedimento cirúrgico realizado no Hospital Santo Amaro, no Guarujá (SP). A paciente Tatiane Andrade da Silva, de 24 anos, deu entrada no hospital na segunda-feira para colocar um pino no joelho direito, porém a operação foi realizada no joelho esquerdo.

A ocorrência foi registrada pela família de Tatiane na Delegacia Seccional do município. A operação era necessária por causa de uma queda que ela sofreu no ano passado e foi realizada através do Sistema Único de Saúde (SUS). Ela percebeu o erro assim que o efeito da anestesia passou.

Segundo nota divulgada pelo hospital, exames clínicos e tomográficos apresentaram o mesmo problema nos dois joelhos. Anda de acordo com o texto, "a decisão para a cirurgia foi compartilhada com a paciente que, como a mesma declarou, teve ciência dos procedimentos agendados".

 

Não há prazo para a conclusão da sindicância, mas segundo a assessoria de imprensa do Cremesp, caso haja indícios de infração ética, ao final das investigações será aberto um processo ético profissional contra os médicos responsáveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.