Crianças europeias escolherão nomes de satélites do programa Galileu

Iniciativa pretende 'estimular a criatividade e fazer com que se apaixonem pelo espaço e por suas oportunidades'

Efe

01 de setembro de 2011 | 12h06

BRUXELAS - Os satélites que entrarem em órbita dentro do programa espacial Galileu receberão o nome das crianças europeias que ganharem um concurso de desenho.

 

Serão feitas várias semifinais até que haja um vencedor em cada Estado membro da União Europeia (UE), como já aconteceu na Bélgica e na Bulgária, de onde surgiram os novos satélites Thijs e Natalia.

 

A Comissão Europeia divulgou o concurso para os demais 25 países do bloco, que serão encarregados de nomear os satélites que entrarão em órbita até 2019.

 

A iniciativa, dirigida a crianças de entre 9 e 11 anos de idade, pretende "estimular a criatividade e fazer com que se apaixonem pelo espaço e por suas oportunidades", afirmou em comunicado o comissário europeu de Indústria, Antonio Tajani.

 

O prazo para apresentar desenhos vai de 1 a 15 de novembro. Poderá se inscrever qualquer criança que more na UE e que tenha nascido entre 2000 e 2002, quando começou o programa Galileu.

 

O desenho terá que estar relacionado com o espaço ou com a aeronáutica e deverá ser enviado à organização através do site da Comissão Europeia. Um júri de cada país selecionará o melhor desenho e o ganhador poderá dar seu nome a um satélite europeu.

 

Em 2012 será realizado o primeiro dos 30 lançamentos de satélites, que serão batizados com o nome das crianças em seus respectivos idiomas, seguindo a ordem alfabética de seus países.

 

O programa Galileu é o primeiro grande projeto da UE na área de navegação por satélite para pôr em órbita em nível mundial um sistema capaz de competir com o líder GPS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.