Crise financeira afeta saúde de britânicos, indica pesquisa

Entrevistados admitem corte nos gastos com academias e frutas e legumes caros.

Da BBC Brasil, BBC

08 de setembro de 2008 | 19h09

A crise econômica que atinge a Grã-Bretanha está afetando não apenas o bolso, mas também a saúde da população, diz um estudo divulgado pela entidade britânica Blood Pressure Association.De acordo com o relatório, a população está cortando gastos com frutas e legumes caros e academias de ginástica. E alguns dizem estar consumindo mais álcool hoje do que antes da crise.A entidade, que faz campanha para que os britânicos chequem sua pressão sangüínea regularmente, está convidando a população a fazer testes gratuitos em 3 mil localidades diferentes em todo o país nesta semana.A longo prazo, a pressão alta, que pode ser resultado de má alimentação e falta de exercício, pode elevar o risco de ataques cardíacos e derrames.O estudo indica que os gastos com um estilo de vida saudável são os primeiros a ser cortados em períodos de dificuldade financeira.ResultadosCerca de 33% dos 2,7 mil adultos entrevistados nunca ou raramente comem a quantidade recomendada de frutas e legumes.Outros 16% dos participantes disseram que vão ter de diminuir os gastos com esses produtos nos próximos seis meses - e 15% disseram que já fizeram isso.Um quinto (20%) dos entrevistados disse que está diminuindo as idas à academia neste ano por causa de pressões financeiras.Curiosamente, a paixão dos britânicos por comida para viagem - geralmente cara e pouco saudável - não foi afetada: mais de três quartos (75%) dos participantes compram regularmente comida para viagem ou refeições prontas em supermercados."Está claro que os britânicos estão sob pressão, e isso pode trazer conseqüências graves", diz o presidente da Blood Pressure Association, Graham Macgregor."O efeito duplo da crise financeira e da falta de cuidado com a saúde a longo prazo sobre o estilo de vida está colocando a nação sob risco", acrescentou.DicasUma porta-voz da entidade beneficente British Heart Foundation, ligada à saúde cardíaca, afirmou que é perfeitamente possível manter um estilo de vida saudável e economizar dinheiro. "Se você não pode mais pagar a academia, use as calçadas", aconselhou a porta-voz. "Integrar caminhadas energéticas à sua rotina diária é bom para o seu coração e é gratuito - e também vai ajudar a aliviar o estresse adicional que você pode estar sentindo neste momento.""Quando for às compras, lembre-se de que frutas e legumes congelados e enlatados oferecem os mesmos benefícios para o seu coração que os frescos", acrescentou."Deixar de fumar e respeitar os índices recomendados para o consumo de álcool também vai ajudar seu coração e seu bolso", concluiu.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.