Cubano que abandonou Mais Médicos posta foto fazendo compras nos EUA

Ortelio Jaime Guerra anunciou no Facebook que está vivendo em Miami

Fabiana Cambricoli , O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2014 | 18h26

SÃO PAULO - Após abandonar o programa Mais Médicos e fugir para os Estados Unidos no início de fevereiro, o médico cubano Ortelio Jaime Guerra anunciou, em sua página no Facebook, ter se mudado para Miami e postou uma foto fazendo compras no que parece ser um supermercado americano.

O profissional atuava em uma unidade de saúde da cidade paulista de Pariquera-Açu e estava sem comparecer ao trabalho havia pelo menos três semanas. No dia 9, ele informou em sua página na rede social que já estava em solo americano e havia partido sem comunicar os amigos “por questões de segurança”.

No sábado, dia 15, o cubano publicou duas fotos em sua página pessoal. Em uma delas, aparece conduzindo um carrinho de compras na fila do caixa de um supermercado. Na outra, posa ao lado de um automóvel sedan estacionado em frente a uma casa tipicamente americana, com um belo jardim e uma cesta de basquete. O médico não informa se vive no imóvel fotografado. Na terça-feira, 18, atualizou na rede social a cidade onde mora para Miami, no Estado da Flórida.

Somadas, as duas fotos e a publicação sobre a mudança receberam 85 curtidas e 25 comentários, a maioria exaltando a atitude do médico e lhe desejando sorte e sucesso. “Parabéns, sua vontade de mudança mostrou que o impossível pode tornar-se possível, basta querer que elas aconteçam”, diz um dos comentários, em português.

Outros aproveitaram para fazer críticas indiretas ao regime cubano. “Ótimo te ver bem, você é um exemplo de que por pior que sejam as amarras é possível desatar e buscar a felicidade (sic)”, diz outro comentário.

Alguns pedem ao médico cuidado com o consumismo e que ele não esqueça suas raízes. “Não compre muito”, aconselha uma mulher em um comentário. “Que Deus ilumine sua caminhada, nunca esqueça do sofrimento dos irmãos cubanos que não conhecem a liberdade”, diz outro post.

Descredenciados. Guerra é um dos quatro cubanos que tiveram sua participação no programa Mais Médicos cancelada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 19. Após abandonarem seus postos de trabalho, os profissionais tiveram 48 horas para se manifestar, mas, como não procuraram o governo federal para dar satisfações, foram desligados e tiveram seus registros profissionais provisórios cancelados.

 

Mais conteúdo sobre:
mais médicos cubanos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.