Cuiabá tem risco de surto de dengue

Na capital do Mato Grosso, 6,4% das casas apresentam larvas do mosquito Aedes aegypti

Marília Lopes, do estadão.com.br

19 Janeiro 2011 | 16h23

SÃO PAULO - A vigilância sanitária de Cuiabá divulgou nesta quarta-feira, 19, um novo Levantamento Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa). Em 6,4% das casas visitadas na capital do Mato Grosso, foi encontrada a larva do mosquito transmissor da doença.

O índice considerado aceitável pelo Ministério da Saúde é de até 1%. Na classificação do ministério, os municípios em que forem registradas larvas em mais de 4% das residências correm risco de surto. No último LIRAa, divulgado em dezembro pelo governo, Cuiabá apresentou índice de 3,4%, considerado estado de alerta.

O relatório da prefeitura de Cuiabá também indicou os principais locais onde há larvas. Mais de 47% estão em criadouros no nível do solo, como caixas d'água, tambores e fontes. E cerca de 26% estão em lixos e outros resíduos sólidos, como tampinhas de garrafa, latas velhas, sacos plásticos, vasilhas e calhas.

O secretário da Saúde do Estado, Maurélio Ribeiro, determinou a intensificação das ações de vistoria e limpeza e de conscientização e prevenção junto aos moradores.

Mais conteúdo sobre:
dengue Cuiabá Aedes aegypti MT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.