Cuidados com a pele devem ser redobrados no inverno

Tempo mais frio e seco pode causar ressecamentos, irritações e até descamações no corpo

estadão.com.br

21 Junho 2010 | 21h07

SÃO PAULO - Com a chegada do inverno, o tempo mais frio e seco acaba tendo efeitos negativos sobre a pele. A distância maior do Sol neste período pede cuidados mais intensos, uma vez que a hidratação natural do corpo é prejudicada pelas baixas temperaturas.

 

O frio, o vento e a baixa umidade fazem com que a pele fique mais ressecada e sofra até irritações ou descamações. Rosto, pescoço, colo, braços, mãos e pés são as partes do corpo mais atingidas nesta época do ano, uma vez que são áreas mais expostas.

 

Para deixar a pele mais saudável e protegê-la no inverno, não é necessária nenhuma fórmula mágica. Segundo o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Internacional de Medicina Estética, a hidratação é o melhor tratamento. "Beber dois litros de água por dia não é uma regra a ser seguida apenas em dias quentes. Vale ressaltar que a hidratação é feita de dentro para fora, portanto, mesmo sem sede, a água se torna um componente fundamental para a saúde da pele", afirma.

 

Além da hidratação, recomenda-se usar cremes hidratantes, que servem para todos os tipos de pele, até as oleosas. De acordo com o especialista, o ideal é usá-los após o banho e sempre que lavar o rosto.

 

As mãos e os lábios também não devem ser esquecidos. Nessas áreas, use cremes à base de hidratante ou protetor solar. "Outra dica é lavar o rosto sempre antes de dormir, pois assim removemos todas as impurezas e poluição acumuladas durante o dia, desobstruindo os poros e deixando a pele respirar melhor", recomenda Mutti.

 

Seguindo a mesma regra do verão, é importante aplicar protetor solar pela manhã e ao menos uma vez no horário do almoço e à tarde. "O uso desse produto tem que ser constante, mesmo nos dias mais frios ou nublados. Vale lembrar que os raios ultravioleta, mesmo em menor intensidade, podem prejudicar a pele", afirma o dermatologista.

 

Quanto aos banhos, é recomendável não demorar muito, nem deixar a água quente demais. Segundo Mutti, esse hábito, juntamente com o eventual uso de buchas e esponjas, acaba removendo a camada de gordura que mantém o corpo hidratado. Assim, a pele fica ressecada e com rachaduras.

 

Outra opção recomendada para esta época do ano são os tratamentos estéticos. "A incidência dos raios UV neste período é baixa, portanto, há menos riscos nos tratamentos, já que a pele não estará tão sensível ao sol. Tratamentos com laser e peelings são as melhores opções para tratar manchas e firmar a pele", diz o médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.