Curitiba confirma primeiro caso de gripe suína contraída na cidade em 2010

Secretaria de Saúde informa que vítima é uma mulher de 28 anos que não havia tomado a vacina

Agência Brasil

18 Maio 2010 | 12h31

CURITIBA - O Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba confirmou o primeiro caso autóctone - quando a doença é contraída na própria cidade - de gripe suína este ano, na capital. Uma mulher de 28 anos, que não havia tomado a vacina, fez o tratamento em um hospital privado e concluiu a recuperação em casa.

 

Veja também:

linkErro obriga nova vacinação contra a gripe no RS

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína

 

Até agora havia sido confirmado em laboratório apenas o caso importado de um rapaz que desenvolveu a doença em janeiro, no retorno de uma viagem aos Estados Unidos.

 

De acordo com a diretora do centro, Karin Luhm, esta é a confirmação da presença do vírus da gripe A na capital paranaense - o que deve levar a população a redobrar a atenção quanto aos cuidados básicos de prevenção. Segundo a médica, os que foram convocados para a campanha de vacinação devem comparecer a um dos postos de saúde até a próxima sexta-feira.

 

Meta da vacinação

 

Na manhã desta terça-feira, o Paraná atingiu os 80% da meta previstos para de vacinar. Já estão imunizadas 3,95 milhões de pessoas. Em Curitiba, 63% da população de 30 a 39 anos ainda não tomaram a vacina. Gestantes, doentes crônicos, crianças entre seis meses e dois anos e adultos de 20 a 39 anos ainda podem ser vacinados.

 

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, em todo o estado, praticamente todos os grupos já superaram a meta de 80% de imunização. Gestantes (77%) e adultos de 30 a 39 anos (30%) são exceção. Foram vacinados 1,6 milhão portadores de doenças crônicas e 1,5 milhão de adultos na faixa de 20 a 29 anos.

 

O Paraná aguarda uma resposta do Ministério da Saúde sobre a possibilidade de a campanha de vacinação ser ampliada para toda a população do estado. Um primeiro lote adicional de 300 mil doses será enviado pelo Ministério da Saúde ainda nesta semana, mas o lote servirá para cobrir parte do que foi usado a mais em grupos que tiveram sua previsão inicial extrapoladas, como é o caso dos doentes crônicos.

 

O pedido do governo do Paraná para que toda a população seja imunizada é porque o estado foi o que mais sofreu com a gripe no ano passado, quando foram confirmados mais de 60 mil casos da doença e 288 mortes. O último boletim divulgado pela Secretaria da Saúde, no último dia 10, referente a este ano, mostra 1.150 casos confirmados da doença e 11 óbitos.

Mais conteúdo sobre:
gripe suina gripe A morte Curitiba autoctone

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.