De olho no bebê

Acompanhar gravidez via aplicativo exige aval do médico

Wanise Martinez, estadao.com.br

10 de dezembro de 2011 | 17h00

 A tradutora e neurologista Virna Teixeira, de 40 anos, está acompanhando sua gravidez via aplicativo. "Uso o ipregnancy e acho excelente. Ele traz informações semanais sobre a gestação e me permite fazer um diário com anotações importantes".

 

Ela ainda não mostrou o app para o obstetra, mas acha que é importante. "Como sou médica, indico e ouço sugestões de aplicativos dos meus pacientes. Acabei escolhendo este porque é bastante útil", diz. O ipregnancy está entre os cinco aplicativos mais baixados do mundo e aprovados por especialistas da ginecologia.

Tudo o que sabemos sobre:
gestaçãoaplicativosobstetra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.