Decisão sobre o destino dos emagrecedores no Brasil é adiada

Novo debate deve ser realizado após o feriado de 7 de setembro; registro dos medicamentos vem sendo discutido pela Anvisa desde fevereiro

Lígia Formenti, de Brasília,

31 Agosto 2011 | 18h21

A decisão sobre o destino dos emagrecedores no Brasil ficará para as próximas semanas. Reunidos na tarde desta quarta-feira, 31, diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária adiaram a votação sobre o assunto. A expectativa é de que nova discussão seja realizada depois do feriado de 7 de setembro.

link Anvisa discute nesta quarta proibição de emagrecedores

O cancelamento do registro de emagrecedores vem sendo discutido pela agência desde fevereiro. Desde então, duas audiências públicas foram realizadas, dois relatórios técnicos foram preparados pela equipe da Anvisa, todos rodeados de muita polêmica.

Na manhã desta quarta, o diretor presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, afirmou que antes da votação, a equipe deveria debater as divergências entre dois documentos considerados fundamentais: o preparado pela equipe da agência - favorável à manutenção de um dos quatro emagrecedores cujo registro estava sendo discutido - e a da Câmara Técnica de Medicamentos, órgão consultivo que devende a retirada de todas as drogas do mercado brasileiro. 

Mais conteúdo sobre:
Emagrecedores decisão Anvisa Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.