Degelo no Ártico ameaça população de ursos polares

Segundo dados das estações científicas, massa de gelos sofreu redução de 55%

Efe,

23 de janeiro de 2012 | 09h41

O crescente degelo do Ártico, provocado pelo aquecimento global, ameaça a sobrevivência dos ursos polares, advertiu neste domingo o Centro Hidrometeorológico da Rússia (CHR).

Segundo os dados recolhidos pelas estações científicas, a massa total dos gelos árticos sofreu uma redução de 55% em comparação com a média registrada nos anos 80 e 90. "Este processo afeta, inclusive, as camadas de gelo mais antigas e mais grossas", apontam os especialistas russos.

"Além de problemas evidentes, como o aumento do nível dos oceanos, o crescente degelo traz consigo outro perigo: a redução da população de ursos polares", afirma o CHR. Atualmente, a população desta espécie está estimada entre 20 mil e 25 mil.

Em sua nota, o CHR também destaca que os cientistas possuem opiniões diferentes sobre as perspectivas de sobrevivência do urso polar. Para alguns especialistas, se o homem não assumir o controle da situação, o degelo do Ártico deverá desencadear a extinção do urso branco em pouco tempo.

No entanto, outros preveem que a formação de uma espécie de "oasis de gelo" próximo da Groenlândia evitará a extinção dos ursos brancos.

Em ambos os casos, acrescenta o CHR, as consequências da mudança climática nas regiões polares devem superar qualquer previsão e desencadear impactantes transformações globais, incluindo nas espécies animais. E

Tudo o que sabemos sobre:
degeloÁrticourso polar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.