EPITACIO PESSOA/AE
EPITACIO PESSOA/AE

Dengue pode ser causa de mais de 60 mortes no interior de São Paulo

Nesta quarta-feira, subiu para oito o número de óbitos confirmados apenas no município de Sorocaba

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

04 Março 2015 | 19h58

SOROCABA - Subiu para oito o número de mortes com diagnóstico de dengue em Sorocaba, conforme boletim divulgado na tarde desta quarta-feira, 4, pela Secretaria de Saúde do município. Agora chegam a 60 os casos suspeitos de dengue, este ano, no Estado de São Paulo. 

Dos óbitos em Sorocaba, cinco já foram confirmados pelo Instituto Adolfo Lutz. O número de doentes mais que dobrou em uma semana na cidade, passando de 4.030 para 8.693. A prefeitura anunciou a instalação de uma nova estrutura num galpão, com 30 leitos, para atendimento exclusivo a pessoas com sintomas. 

Os números de óbitos relacionados à dengue não param de subir no interior. Em Marília, o número de mortes suspeitas chegou a 18, mas a maioria aguarda exames. Apenas quatro óbitos têm confirmação oficial. Guararapes, com seis óbitos sob investigação, e Penápolis, com cinco, também estão em situação de emergência. Em Araras, foi confirmada a primeira morte na terça-feira. Um novo caso está sendo investigado em Araraquara, já que o paciente morreu com sintomas de dengue. 

Para enfrentar o avanço da doença, a Secretaria da Saúde do Estado enviou 100 agentes da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) e equipamentos para 28 cidades em que a doença atingiu nível epidêmico.

Mais conteúdo sobre:
dengue Sorocaba São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.