Dengue registra queda de 80% em maio no Estado de São Paulo

Foram confirmados 121.270 casos desde janeiro; 50 cidades concentram 78,6% das infecções

estadão.com.br

11 Junho 2010 | 21h02

SÃO PAULO - A Secretaria de Estado da Saúde fechou nesta sexta-feira, 11, um novo balanço dos casos de dengue registrados no Estado de São Paulo. O mês de maio registrou uma queda de 80% em relação a abril deste ano. O levantamento mostra que 50 cidades paulistas concentram 78,6% das infecções em todo o Estado.

 

O pico de casos ocorreu em março deste ano, com 44.920 infecções. Em abril foram registrados 27.819 casos e, em maio, 5.479, segundo dados informados pelas prefeituras por intermédio do Sinan (Sistema de Informações sobre Agravos de Notificação).

 

Do total de 121.270 casos confirmados entre janeiro e maio deste ano, 22.710 foram registrados no município de Ribeirão Preto e outros 11.185 ocorreram em São José do Rio Preto. A cidade do Guarujá teve 8.048 ocorrências e a de Santos, 7.860.

 

Parte dos municípios paulistas está realizando a contabilização de casos por critério clínico-epidemiológico, quando toda suspeita de dengue é confirmada sem análise laboratorial. Isso acontece quando uma cidade atinge a marca igual ou superior a 300 casos por 100 mil habitantes, segundo protocolo definido pelo Ministério da Saúde.

 

De janeiro a maio, foram confirmados 98 óbitos por dengue no Estado, o que representa 0,08% de todos os casos confirmados até agora.

 

A alta incidência de chuvas ocorrida no período, especialmente nos três primeiros meses do ano, em conjunto com as temperaturas elevadas, são situações propícias à proliferação do mosquito transmissor da doença. Por isso, além das ações de controle de vetor realizadas pela esfera pública, a participação da população é fator primordial no controle da dengue.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.