Depósito de remédios é alvo de roubo pela 2ª vez na semana

Um homem foi preso e dois veículos foram apreendidos, no início da madrugada desta quarta-feira, 12, após supostamente uma mesma quadrilha de assaltantes investir pela segunda vez, em uma semana, contra um depósito dispensador de medicamentos existente na esquina da Rua Monsenhor Manoel Vicente com Avenida Domingos de Moraes, na região de Vila Mariana, na zona sul de São Paulo.

BRUNO LUPION E RICARDO VALOTA, Agência Estado

12 Maio 2010 | 06h37

Agentes do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), desde a última quarta-feira, 5, quando a mesma quadrilha já havia invadido o local e roubado cerca de R$ 3 mi em medicamentos - material que foi abandonado pelos bandidos após supostamente descobrirem que os remédios estavam rastreados -, começaram a investigar os criminosos e descobriram que o bando planejava voltar ao mesmo local em até uma semana. Policiais à paisana foram então escalados para permanecer no depósito e frustrar mais uma eventual ação da quadrilha.

Passando-se por técnicos da NET e ocupando um Gol branco e um Fiat Fiorino - sendo que um dos carros com uma escada e caracterizado com o adesivo da empresa - os criminosos estacionaram em frente ao depósito, mas foram abordados pelos policiais. Houve uma troca de tiros e três dos assaltantes conseguiram fugir, mas um deles acabou preso. O caso foi encaminhado para a sede do DPPC, no centro de São Paulo.

Roubo

 

Eram 8 horas da última quarta-feira, 5, quando oito homens armados renderam os funcionários do local após se passarem por pacientes. O grupo roubou mais de 200 caixas de medicamentos e fugiu em uma van. Segundo a Secretaria de Saúde, os remédios são indicados para o tratamento de doenças como o câncer, diabetes, hepatites, artrites, erros inatos do metabolismo e lesões oftalmológicas.

 

Os medicamentos foram abandonados pela quadrilha na Rua Rodrigo Vieira, próxima à avenida Ricardo Jafet. O veículo, que tinha placas vermelhas e adesivos da Prefeitura de São Paulo colados na lataria, era roubado. Na ocasião ninguém foi preso e o caso foi registrado na Delegacia de Vila Clementino (16ºDP).

Mais conteúdo sobre:
violência assalto depósito

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.