Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação / Governo do Estado de SP
Divulgação / Governo do Estado de SP

Deputados querem chamar Pazuello, Anvisa e Butantã em comissão da Câmara

Pedido também considera que o presidente Jair Bolsonaro tem tornado a crise sanitária 'problema político'

Tulio Kruse, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2020 | 16h48

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB/SP) apresentou na tarde desta terça-feira, 10, um requerimento para convocar o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, e convidar os presidentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Instituto Butantã para esclarecer a suspensão dos testes da vacina Coronavac.

Subscrito pelos deputados Marcelo Ramos (PL/AM) e Perpétua Almeida (PCdoB/AC), o pedido considera que o presidente Jair Bolsonaro "tem tornado a crise sanitária num problema político" e pede que os convocados esclareçam quais são os critérios técnicos que motivaram a suspensão diante da comissão externa de enfrentamento à covid-19, na Câmara dos Deputados. 

"Coincidentemente a suspensão ocorreu no dia em que o Governo de São Paulo mostrou a fábrica de vacinas que está sendo construída com o Instituto Butantan, para produção da Coronavac", considera o texto apresentado por Orlando, que é também candidato à Prefeitura de São Paulo. "O presidente citou sua rixa com o tucano por causa da vacina e escreveu no Facebook que 'ganhou mais uma'."

Caso o requerimento seja aprovado, o ministro da Saúde deverá agendar uma data para o encontro com a comissão. Já o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, e do Instituto Butantã, Dimas Covas, seriam apenas convidados e não seriam obrigados a comparecer. 

A Anvisa suspendeu os testes clínicos da vacina na noite de segunda, 9, e alegou a ocorrência de um "evento adverso grave" com um dos voluntários. O governo paulista, no entanto, disse que o evento não estava relacionado com a vacina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.