Descoberta forma mais rápida de transformar pele em células-tronco

Inserção de RNA evita manipulação do material genético na transformação das células

REUTERS, REUTERS

30 Setembro 2010 | 15h08

Pesquisadores encontraram um meio surpreendentemente rápido e aparentemente seguro de transformar células ordinárias da pele em células-tronco e células musculares.

 

Veja também:

link Justiça dos EUA mantém verba federal para célula-tronco embrionária

link Cientistas descobrem meio de reprogramar células do coração

 

Eles afirmaram, nesta quinta-feira, 30, que o método pode oferecer uma forma de produzir tecidos numa nova ciência chamada medicina regenerativa, que um dia talvez possa levar a novas formas de curar feridas ou mesmo substituir órgãos.

 

Descrevendo o avanço no periódico Cell Stem Cell, o pesquisador Derrick Rossi, da Faculdade de Medicina de Harvard, e colegas dizem ter trabalhado em novas formas de produzir células-tronco de pluripotência induzida, ou células iPS.

 

Essas células se parecem muito com as células-tronco embrionárias, que são capazes de se transformar em qualquer tecido do corpo.

 

São necessários apenas 3 ou 4 genes para fazer o relógio voltar para trás e levar células da pele se comportarem como células embrionárias. Mas a maior parte dos meios para se obter isso envolve usar um vírus para carregar os genes até o DNA da célula, e essas técnicas podem acarretar outros problemas, como tumores.

 

Rossi e colegas tentaram um novo método, usando RNA, a molécula que executa as instruções do DNA.

 

Para surpresa dos pesquisadores, o RNA que obedece aos quatro "genes de célula-tronco" trabalhou para transformar células da pele em células iPS.

Mais conteúdo sobre:
células-tronco ips

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.