Descoberto defeito em painel de energia da estação espacial

Entupimento de junta que faz girar os páinéis solares pode complicar a instalação de novas partes na ISS

Associated Press,

29 de outubro de 2007 | 14h53

Os astronautas da Estação Espacial Internacional (ISS) e do ônibus espacial Discovery estão usando os braços robóticos da estação e da nave para reposicionar uma viga de 17 toneladas que dá apoio a painéis de energia solar, uma tarefa que cresceu em importância depois da descoberta, no domingo, de que uma das juntas usadas para  mover um outro conjunto de painéis está entupida por pedaços de metal.   A junta, instalada há quatro meses, controla o gigantesco painel do lado direito da ISS, para garantir que ele sempre aponte para o Sol. Ela vinha experimentando picos de energia elétrica nos últimos 45 dias.   A Nasa limitou os movimentos da junta para evitar que os fragmentos causem dano permanente. Mas essa limitação também reduz a capacidade do sistema de gerar energia.   O problema torna ainda mais crucial o deslocamento da viga. Um fracasso na instalação da peça ou na abertura dos painéis solares, atualmente dobrados, poderá pôr em risco a instalação do laboratório espacial Columbus, construído pela Agência Espacial Européia (ESA) e que deverá chegar à ISS em dezembro.   O gerente de programa da Estação Espacial na Nasa,  Mike Suffredini, disse que a agência tem "muito tempo" para lidar com o problema. "Não se trata de uma questão urgente", declarou.   Depois de ser deslocada pelos robôs, a viga será instalada por astronautas durante uma caminhada espacial, prevista para esta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.