BBC
BBC

Descoberto novo fóssil de dinossauro musculoso

Réptil 'kickboxer' semelhante a Velociraptor passuía grandes garras e poderosa musculatura

BBC

31 de agosto de 2010 | 11h58

Fósseis de um novo tipo de dinossauro, que se parece com uma versão musculosa do Velociraptor, foram descobertos na Romênia.

 

O atarracado dinossauro viveu cerca de 70 milhões de anos atrás; níveis do mar mais elevados nesta época teriam tornado a região um arquipélago.

 

O animal também é notável por causa das duas grandes garras afiadas em cada pé; o Velociraptor tinha apenas uma em cada pata.

 

Ele pode ter usado essas garras rasgar a sua presa, acreditam os cientistas.

 

O achado é relatado na revista da Proceedings of the National Academy of Sciences.

 

Foi-lhe dado o nome científico Bondoc balaur, que significa "dragão encorpado".

 

"Balaur pode ter sido um dos maiores predadores deste ecossistema", disse o co-autor Zoltan Csiki, da Universidade de Bucareste, na Romênia.

 

Ele disse que, embora a criatura de 1,8 m, 2,1 m de comprimento seja extremamente incomum, ela está intimamente relacionada a animais como o Velociraptor e os dinossauros emplumados, descobertos na China.

 

O fóssil de Balaur é um esqueleto parcial, que inclui perna, quadril, coluna, braços, mãos, costelas, e ossos da cauda.

 

Tinha um dedão com uma garra grande que era capaz de estender - presumivelmente utilizada para cortar a presa - assim como uma grande garra no segundo dedo do pé.

 

Balaur tinha os pés e pernas curtos e encorpados, com enormes áreas de fixação muscular no pélvis, indicando que ele foi adaptado para a força, não velocidade.

 

Alguns ossos na mão do animal são fundidos, características que torna difícil o uso para apreensão.

 

Stephen Brusatte, um estudante na Universidade de Columbia, em Palisades, EUA, afirmou: "Comparado com o Velociraptor, [este] dinossauro era provavelmente mais um 'kickboxer' do que um velocista, e que poderia ter sido capaz de derrubar animais maiores que ele, como muitos carnívoros fazem hoje. "

 

Entretanto, os investigadores sublinharam que é difícil dizer como animal caçava ou o que comia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.