AP
AP

Descobertos vestígios de cidade de 3.500 anos no Egito

A missão da Universidade Yale realiza escavações no oásis de Umm El-Kharga

REUTERS, REUTERS

25 de agosto de 2010 | 16h08

Arqueólogos encontraram vestígios de uma cidade de 3.500 anos em um oásis egípcio, disse o Ministério da Cultura do país africano.

 

A missão da Universidade Yale, realizando escavações no oásis de Umm El-Kharga, um dos cinco desertos ocidentais do Egito, localizado a cerca de 2.000 km ao sul do Cairo, fez a descoberta ao pesquisar antigas rotas pelo deserto.

 

A cidade fica no que costumava ser uma movimentada rota de caravanas, conectando o Vale do Nilo ao oásis e a Darfur, no Sudão, diz nota. O lugar atingiu o apogeu durante o Médio Reinado (1786-1665 a.C.).

 

Restos de uma antiga padaria, como dois fornos e uma roda de ceramista, usada para fazer formas de pão, também foram encontrados, o que sugere que o lugar era um grande centro alimentício.

Tudo o que sabemos sobre:
arqueologiaegito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.