Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

Destaque na Olimpíada, Parque dos Atletas terá 200 leitos para pacientes com coronavírus

Área de 150 mil metros quadrados à margem da lagoa de Jacarepaguá terá 200 leitos, sendo 40 de UTI

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2020 | 21h15

RIO  - Ao longo das próximas semanas, o Parque dos Atletas, em Jacarepaguá (zona oeste do Rio), será transformado em um hospital de campanha, com 200 leitos, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para atender pacientes com coronavírus. A obra, que deve ser concluída até o fim deste mês, é custeada pelo governo do Estado. O Parque fica a poucos metros do Riocentro, centro de convenções onde a prefeitura do Rio constrói outro hospital do mesmo tipo, este com 500 leitos, sendo 100 de UTI.

O Parque dos Atletas é uma área de 150 mil metros quadrados vizinho ao Parque Olímpico e à margem da lagoa de Jacarepaguá. Construído pela prefeitura em parceria com o empresário Roberto Medina, o Parque foi inaugurado em agosto de 2011 e abrigou três edições do Rock in Rio, em 2011, 2013 e 2015. Também foi lá que aconteceu a Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável), entre setembro e outubro de 2012. Nesse mesmo ano, o espaço foi palco de shows das cantoras Lady Gaga, em novembro, e Madonna, em dezembro.

Durante a Olimpíada de 2016, o Parque dos Atletas serviu como área de lazer para os atletas. Depois, administrado pelo município, acabou abandonado e foi alvo de vandalismo e de furtos. As bombas do esgoto sanitário, os fios da rede elétrica, as grades e até parte da grama sintética foram furtadas. As torres de iluminação foram pichadas, e equipamentos esportivos foram furtados ou enferrujaram.

Agora, o espaço voltará a ser ocupado, com a estrutura hospitalar. Ainda não se sabe por quanto tempo o hospital de campanha vai permanecer no local – isso dependerá da evolução da pandemia de covid-1 no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.