DF confirma caso de meningite C, mas diz que situação está sob controle

Desde o começo de setembro, cinco pessoas morreram na Bahia por causa da meningite C, quatro delas eram empregados de rede hoteleira

27 de setembro de 2011 | 11h10

BRASÍLIA - Um caso de meningite tipo C em uma criança de 2 anos de idade, diagnosticada em um hospital de Planaltina, cidade a 40 quilômetros de Brasília, foi confirmado na segunda-feira, 26, pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (DF). Este ano, o DF registra 115 casos suspeitos de meningite C, um dos tipos mais graves da doença.

 

Dos 115 casos suspeitos até agora, 15 são pacientes que moram no DF. Os demais, vieram de outras regiões e receberam atendimento nos hospitais locais. A taxa de letalidade da doença no DF é 20% e a faixa etária mais acometida é a de 1 ano a 4 anos de idade, com morte em 94% dos casos, segundo boletim da Subsecretaria de Vigilância à Saúde.

 

As autoridades de saúde informam que a doença está sob controle no DF, e que os números de notificações, confirmações e óbitos estão dentro dos padrões. Em 2010, no mesmo período (até a semana de 24 de setembro), foram registrados 373 notificações e 187 confirmações da doença, com 32 mortes.

 

Desde o começo de setembro, cinco pessoas morreram na Bahia por causa da meningite C, quatro delas eram empregados da rede hoteleira da Costa do Sauípe, no norte do estado, onde o governo reconheceu um surto da doença.

 

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Ela pode ser causada por bactérias, vírus e fungos. A transmissão ocorre por meio do contato direto entre pessoas que convivem em um mesmo ambiente, quando o doente expele gotas e secreções do nariz e garganta. Os sintomas são febre alta repentina, dor de cabeça intensa, vômito, náuseas, rigidez da nuca e manchas vermelhas na pele.

 

Há vacinas contra alguns tipos de meningite, disponíveis no calendário de imunização das crianças, grupo com maior risco de contrair a doença. Para se prevenir contra a meningite, a recomendação é que as pessoas evitem aglomerações e mantenham os ambientes ventilados, além de procurar um médico assim que surgir os primeiros sintomas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.