'Dia D' de vacinação contra gripe suína em Curitiba terá 60 postos

'Dia D' de vacinação contra gripe suína em Curitiba terá 60 postos

Jovens entre 20 e 29 anos, gestantes, portadores das doenças crônicas e bebês serão vacinados

Agência Brasil

09 Abril 2010 | 14h34

A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba destinou 60 pontos onde as pessoas vão poder se imunizar neste sábado, 10, no Dia Nacional de Vacinação contra a Gripe H1N1 (suína).

 

Veja também:

linkPolíticos europeus questionam gestão da gripe suína por laboratórios e OMS 

linkLaboratório venderá vacina contra gripe suína a clínicas particulares 

linkOMS garante que a pandemia está sob controle

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína  

 

Além de unidades de saúde e centros de urgências médicas, jovens entre 20 e 29 anos, gestantes, portadores das doenças crônicas priorizadas pelo Ministério da Saúde e bebês entre 6 meses e 2 anos poderão receber doses da vacina em terminais de ônibus, shopping, parques, restaurantes e em uma tenda instalada na Boca Maldita, no centro da cidade. Cerca de 150 mil doses estarão disponíveis.

 

O Paraná já recebeu do Ministério da Saúde cerca de 2,4 milhões de doses da vacina. De acordo com a Secretaria de Saúde, todos os municípios foram orientados a participar do Dia D. Nos locais onde os postos de saúde estiverem fechados, estarão funcionando unidades itinerantes. Apenas os municípios onde a meta já foi atingida não devem participar da mobilização.

 

O Paraná vacinou até a manhã desta sexta-feira 1,07 milhão de pessoas. Ao final das cinco etapas, a Secretaria de Saúde espera imunizar aproximadamente 5 milhões de paranaenses. Na primeira etapa, que ocorreu entre 8 e 19 de março, a meta de 80% do Ministério da Saúde foi superada, foram imunizados todos os profissionais de saúde envolvidos e 95,3% da população indígena.

 

A segunda etapa, destinada a gestantes, criança de 6 meses a 2 anos e portadores de doenças crônicas, foi prorrogada até 23 de abril. Dados da Secretaria da Saúde mostram que a meta já foi atingida entre as gestantes, crianças, permanecendo ainda o apelo aos portadores de doenças crônicas, pois apenas 51% do total previsto foram imunizados até agora.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.