Diabetes pode estar ligada à perda de audição, aponta estudo

Pacientes mais jovens estão sob maior risco e devem ser submetidos a exames, alerta pesquisador

Efe

03 Dezembro 2012 | 08h40

Já foram encontradas provas de que a diabetes está ligada ao aumento do risco de problemas cardiovasculares e nos rins, além de perda da visão, mas um novo estudo de uma universidade japonesa aponta que a doença também tem relação com a perda da audição.

 

Os pesquisadores indicaram que as pessoas jovens que têm diabetes estão sob um risco ainda maior que as mais velhas, embora não souberam explicar as razões. "A análise sugere que a perda da audição foi mais consistente em pacientes diabéticos quando comparados a pacientes não-diabéticos, qualquer que fosse a idade", escreveu Chika Horikawa, da Faculdade de Medicina da Universidade de Niigata.

 

Não é a primeira vez que pesquisadores encontraram uma ligação entre diabetes e a perda da audição. Em 2008, pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos verificaram padrões semelhantes em um corpus de 11 mil pessoas. Os diabéticos tinham duas vezes mais chance de perderem a audição que os indivíduos saudáveis.

 

De acordo com Horikawa, é provável que os altos níveis de açúcar no sangue - que causam a diabetes - levem à surdez ao danificar os vasos sanguíneos da área dos ouvidos.

 

Horikawa e seus colegas reuniram informações de 13 estudos anteriores sobre o assunto, publicados entre 1977 e 2011. No total, foram analisadas 7.377 pessoas com diabetes e 12.817 sem essa condição. A equipe japonesa descobriu que os diabéticos tinham 2,15 vezes mais chances de perder a audição que as pessoas saudáveis. Mas quando os resultados foram divididos por faixa etária, eles descobriram que diabéticos com menos de 60 anos tinham 2,61 mais risco, enquanto os com mais de 60 anos tinham 1,58 mais chances.

 

Alguns especialistas, porém, alertam que esse tipo de estudo não prova que a diabetes é diretamente responsável pela surdez. "Não responde definitivamente à questão, mas levantam um ponto importante sobre o qual os pacientes podem ter dúvidas", afirma Steven Smith, especialista em diabetes de uma clínica do Minnesota.

 

Horikawa, por sua vez, indica que as pessoas devem reconhecer a diabetes como um fator importante na perda de audição. "Além disso, esses resultados propõem que os pacientes diabéticos sejam examinados ainda quando jovens", conclui. 

Mais conteúdo sobre:
saúde diabetes surdez

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.